Conheça tudo sobre a área de Design de Interiores!

Design de Interiores

Desconto nota do Enem

Viver em um local confortável, que reflita a sua personalidade e atenda às suas necessidades é o sonho de muita gente. E se existem profissionais capazes de realizar isso, sem dúvida são os designers de interiores. Contudo, se engana quem pensa que a área de Design de Interiores se resume somente à decoração de casas.

Os profissionais do ramo são responsáveis pelos cuidados de tudo que envolve o revestimento, o mobiliário, a estética, a decoração e até os tecidos presentes em um ambiente. No dia a dia de trabalho, é fundamental levar em conta os recursos naturais, como a luz do sol, garantindo que os cômodos estejam prontos para promover bem-estar e comodidade ao morador.

Se quer saber como funciona a área de Design de Interiores, leia este post que preparamos especialmente sobre o assunto. Vamos lá?

O que é e como funciona a área de Design de Interiores?

Podemos dizer que essa área é um dos braços da Arquitetura. É dedicada principalmente à finalização e decoração de espaços com equipamentos, tapeçaria, mobiliários, acessórios, revestimentos e acabamentos que tenham a ver com o gosto e o estilo de vida dos clientes.

Ao ser contratado para projetar um local, o designer de interiores procura entender a cabeça do cliente e/ou a relação do usuário com aquele espaço — caso seja um ambiente coletivo, como clínica, hotel ou escritório.

A partir disso, existe o conceito de desenvolvimento conceitual, que é a linha de trabalho do projeto, já que todos os itens precisam estar em ótima segurança, funcionalidade e harmonia. Ao tirar as ideias do papel, o profissional da área está frequentemente envolvido em visitas ao local e trabalha com o gerenciamento de construção.

Além disso, todas as composições artísticas criadas pelo designer de interiores têm por trás a questão estrutural dos ambienteis. Isso exige fazer cálculos, conhecer as técnicas de iluminação e estudar sobre as várias tendências de estilo arquitetônico e artístico.

Assim como os arquitetos, o designer de interiores pode se especializar em diversos tipos de estilo, ambientes específicos e edifícios. Alguns ainda atuam em lojas de móveis planejados, oferecendo o serviço de design para ajudar a clientela a escolher o mobiliário e materiais do tamanho adequado para o local.

Apesar de serem áreas parecidas, existem diferenças entre a Arquitetura e o Design de Interiores. A responsabilidade do arquiteto gira em torno do planejamento de estruturas, incluindo os desenhos, as escalas e os estilos de construção.

Já o designer de interiores trabalha desenhando, organizando e planejando tudo o que está relacionado ao interior dos ambientes, como acessórios cores e mobília.

Como está o mercado de trabalho de Design de Interiores no Brasil?

É trabalho dos designers de interiores organizar e planejar espaços externos e internos, com a intenção de proporcionar mais estética e conforto aos clientes. Assim, o mercado de trabalho para o profissional está em expansão, pois durante o isolamento social, as pessoas passaram a ficar mais tempo em casa e observar detalhes que antes passavam despercebidos.

Com o auxílio de um designer de interiores qualificado, as mudanças em casa podem ser realizadas com chances maiores de sucesso. Como profissional, você pode montar o próprio escritório, trabalhar em projetos de modo autônomo ou atuar em construtoras de design e arquitetura.

Além disso, é possível dar aulas ou suporte em lojas de decoração e de móveis planejados. Uma das atuações ainda pouco conhecidas é que o designer de interiores também pode fazer projetos para estandes de exposição, vitrines de loja e até interiores de automóveis. Alguns locais que contam com o trabalho dos profissionais do ramo são:

  • escolas;
  • teatros;
  • bares;
  • hotéis;
  • escritórios;
  • clínicas.

Se está em dúvida sobre o que faz um profissional de design de interiores em seu dia a dia de trabalho, saiba que, após a formação, você pode desenvolver as seguintes atividades:

  • desenhar itens de iluminação, produtos, móveis, decoração e acabamento em vários materiais, como gesso e madeira;
  • atuar na pesquisa de novos materiais, produtos, tendências e técnicas de decoração e construção;
  • trabalhar na decoração e na cenografia de espaços para eventos e vídeos.

Em relação ao salário do designer de interiores, saiba que é bem atrativo. A média é de R$ 2.348,63* e o teto chega a R$ 5.094,12* para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais. Entretanto, os valores podem variar bastante de acordo com a cidade em que o profissional atua:

  • Rio de Janeiro (RJ): R$ 3.638,65*;
  • São Paulo (SP): R$ 3.553,61*;
  • Curitiba (PR): R$ 2.517,30*;
  • Belo Horizonte (MG): R$ 1.776,01*;
  • Fortaleza (CE): R$ 1.696,99*.

Quais as principais atribuições do profissional de Design de Interiores?

Na faculdade de Design de Interiores da Unopar, preparamos o estudante para atuar em diferentes setores, incluindo tecnologia, desenho, operações, planejamento e gestão. Confira, abaixo, as principais atribuições desse profissional!

Planeja ambientes

Uma atividade essencial do dia a dia do designer de interiores é o planejamento de ambientes, inclusive na atuação com produção e cenografia de espaços decorados em eventos. Para exercer essa atividade, é importante estudar conteúdos como maquete de interiores, paisagismo e projeto e gestão do design.

Indica e seleciona cores

É muito importante que os futuros designers de interiores tenham familiaridade com atividades como pesquisa de materiais. Isso inclui tecidos, móveis, tintas e vários outros itens que auxiliam na composição dos ambientes decorados pelos profissionais.

Outra aptidão importante é saber escutar os clientes e entender suas necessidades. Desse modo, poderá pesquisar objetos alinhados com o que os contratantes esperam e precisam.

Estuda ambientes internos

Algumas funções desempenhadas pelo designer de interiores é executar, desenvolver e criar projetos de design para diferentes ambientes. Logo, é necessário que os profissionais estejam preparados para estudar os espaços.

Por essa razão, faz muita diferença ter contato com matérias como instalações prediais básicas, ergonomia e conforto ambiental lumínico e acústico. Você deve, antes de tudo, ser capaz de vislumbrar possibilidades. Portanto, é importante ter criatividade, senso estético apurado e interesse em se atualizar sobre as principais tendências desse mercado.

Contrata mão de obra especializada

O designer de interiores pode exercer seu trabalho em vários segmentos e setores, prestando serviço para empresas como incorporadoras, construtoras e de arquitetura e urbanismo.

Aqui, uma atividade desempenhada por esse profissional é gerir e acompanhar equipes em obras. Você também deve controlar a mão de obra, além de todos os materiais de decoração e construção.

Também é importante contar com uma ampla carteira de fornecedores. É preciso que esses parceiros compartilhem a mesma filosofia de trabalho e sejam capazes de entregar ao profissional a melhor qualidade possível.

Tour pela prova do Enem

Quais as áreas de atuação desse profissional?

Agora que você já sabe o que faz um designer de interiores, chegou a hora de conhecer as principais áreas de atuação do profissional. Dá só uma olhada!

Obras de Engenharia e Arquitetura

Hoje, o trabalho em times multidisciplinares é algo bastante comum e que também faz parte do dia a dia do designer de interiores. Isso porque você pode trabalhar em parceria com engenheiros e arquitetos em diferentes etapas de uma obra, como a harmonização de elementos que compõem o ambiente, criação de móveis planejados, elaboração de plantas 3D, etc.

Desenho de mobiliário

O desenho é uma habilidade importante de um designer de interiores. Ele pode ser usados de várias maneiras, por meio de softwares, como o AutoCad e o SketchUp. Logo, o desenho de mobiliário é mais uma área de atuação bastante promissora.

Aqui, uma atividade importante é o desenho de móveis exclusivos para o cliente, como mesas, armários e outras peças do mobiliário. Outra alternativa é trabalhar junto à indústria moveleira, criando móveis para serem feitos em larga escala e vendidos em lojas específicas.

Projeto luminotécnico

O projeto luminotécnico, em muitos casos, faz parte de um projeto de interiores completo, incluindo decoração, móveis e outros itens estéticos, mas também pode ser solicitado separadamente pelos clientes. Nesse caso, a função dos designers é conciliar a iluminação artificial e natural para fornecer mais conforto visual no momento de usar um ambiente.

Além de tornar o espaço muito mais confortável, a iluminação também consegue valorizar e embelezar o local. Uma luminária colocada de maneira estratégica junto a uma obra de arte, por exemplo, pode tornar o ambiente bastante sofisticado. Outra função importante dos profissionais é fazer o projeto luminotécnico para economizar energia, gerando um impacto menor ao meio ambiente.

Elaboração de plantas de layout

Além fornecer dicas para organizar os cômodos de uma casa, o profissional também pode atuar com outros tipos de ambientes. Na área corporativa, é possível elaborar plantas de layout.

Vários prédios comerciais apresentam amplos espaços que são destinados a escritórios. Assim, é o designer de interiores que propõe a divisão dos espaços segundo as necessidades das corporações, buscando o melhor posicionamento de ambientes como depósito, arquivo, salas de reunião e estações de trabalho.

Como ingressar nesse mercado?

Para ingressar no mercado de trabalho, além de uma formação específica, é importante desenvolver algumas habilidades ao longo dos anos. Abaixo, você vai conhecer as principais dicas de como se tornar um designer de interiores de sucesso. Confira!

Faça uma graduação em Design de Interiores

A primeira dica que não podia ficar de fora é fazer um curso de Design de Interiores em uma faculdade conceituada. Por meio da graduação, os alunos podem construir sua rede de contatos e estudar com professores especialistas no assunto.

Além disso, desenvolvem soft skills por meio de aulas e trabalhos acadêmicos. Na Unopar, a faculdade de Design de Interiores é do tipo Tecnólogo e tem duração média de 3 anos. Algumas matérias estudadas incluem:

  • Empreendedorismo e Negócios;
  • Desenho Técnico e Arquitetônico;
  • Ambientação de Jardins;
  • Análise de Viabilidade e Funcionalidade do Projeto;
  • Design de Interiores: Comerciais e Serviços.

Na Unopar, você pode fazer o curso de Design de Interiores EAD e na modalidade de ensino semipresencial. Ou seja, os alunos realizam as atividades teóricas a distância, por meio de uma plataforma de estudo, e têm encontros presenciais para atividades em salas específicas e laboratórios.

Além de ficar de olho na matriz curricular estudada e no formato de ensino, também é importante conhecer os diferenciais da instituição. Na Unopar, você terá acesso às seguintes vantagens:

  • formas de ingresso facilitadas;
  • bolsas de estudos que dão um alívio para o bolso;
  • infraestrutura completa e de ponta;
  • acesso ao Canal Conecta, portal que incentiva a entrada dos alunos no mercado de trabalho.

Faça networking

Por mais que você tenha um amplo conhecimento no ramo, é fundamental que as pessoas confiem e conheçam seu trabalho. Por isso, é importante desenvolver uma boa rede de contatos, composta por alunos, além de especialistas que podem fornecer excelentes conselhos ao longo do tempo.

Caso não conheça ninguém que trabalhe nessa área, uma boa opção é criar relacionamentos em sua faculdade. Converse com outros alunos e, também, com o corpo docente. Outro caminho interessante é o LinkedIn.

Criada para contatos profissionais, essa rede social é muito rica e pode auxiliar você a se aproximar de pessoas reconhecidas. No futuro, essas práticas serão fundamentais para que várias portas se abram.

Continue os estudos

Verdade seja dita: não dá para fazer somente o curso de Design de Interiores. Se você quer ser um profissional de sucesso e conquistar as melhores vagas de trabalho, é importante ir em busca de outras fontes de conhecimentos.

Uma boa alternativa é investir em cursos livres ou em uma especialização assim que finalizar a graduação. Com outras formações, o seu currículo ficará completo, sendo um atrativo para os clientes.

Tente também se aprofundar ao máximo na profissão. Conheça as exigências do mercado, o salário do profissional e as possibilidades de atuação na área.

Conheça o perfil do designer de interiores

Outro passo importante para quem deseja ingressar nesse mercado é conhecer o perfil dos profissionais que já atuam na área. Veja as principais características:

  • dominam todas as tendências e técnicas e sabem criar boas combinações como ninguém;
  • têm a comunicação como instrumento para conversar com a clientela e entender as suas vontades;
  • estão sempre atualizados e não falta disposição;
  • são pessoas com muita criatividade.

Agora é com você!

Agora que já conhece tudo sobre a área de Design de Interiores, o próximo passo é investir na sua formação. Por isso, venha para a Unopar e seja o profissional que o mercado de trabalho está em busca!

Não perca mais tempo e invista no seu futuro. Inscreva-se no vestibular online da Unopar e saia na frente!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Formas de ingresso na faculdade

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.