Conheça tudo sobre a área de Gestão Financeira!

gestão financeira

Desconto nota do Enem

Se existe uma área com ótimas perspectivas de crescimento, essa é o mercado financeiro. O profissional que se forma no curso de Gestão Financeira vem ganhando bastante destaque em instituições de créditos, corretoras, bancos, entre outros. Afinal, é ele quem deixa os gastos de uma corporação sob controle, prospectando os melhores investimentos.

Seguir carreira nessa área apresenta duas vantagens: a alta empregabilidade e os salários atrativos. Sem contar a chance de crescimento por meio de consultoria de maneira autônoma e em cargos de gestão. Portanto, é uma profissão e tanto para quem deseja ser um destaque na área.

Ficou interessado e quer conhecer as principais informações sobre Gestão Financeira? Então, continue a leitura!

O que é e como funciona a área de Gestão Financeira?

De modo geral, a área tem como foco o gerenciamento do dinheiro de uma corporação, com controle do fluxo de caixa da empresa, entre outras funções. Um ponto fundamental do sucesso de qualquer negócio é a gestão inteligente dos recursos financeiros, com planejamento de investimentos e controle de gastos.

Logo, os profissionais com habilidades e conhecimentos para executar essas funções são muito valorizados pelo mercado. Pense o seguinte: assim como os médicos devem zelar pela saúde dos pacientes, os gestores financeiros têm como principal função cuidar da empresa em que trabalham. Ou seja, a valorizar o patrimônio da corporação.

A carreira assume um papel ainda maior em tempos de crises financeiras. Uma das responsabilidades do gestor financeiro é buscar maneiras eficientes de gerenciar os recursos, indicar investimentos, definir um planejamento de custos e propor ações para manter a saúde financeira.

Os principais objetivos da Gestão Financeira são:

  • manter uma relação de transparência com conselhos administrativos e investidores;
  • desenvolver um cenário financeiro levando em conta o estado atual do negócio e previsões para maximizar os lucros;
  • garantir a conformidade com o regulamento estadual, federal e específico do setor;
  • acompanhar o fluxo de caixa para garantir que a corporação tenha dinheiro para cumprir com as obrigações;
  • maximizar os lucros, fornecendo insights sobre como faturar melhor determinados produtos e onde a companhia pode reduzir custos.

Resumindo, a gestão financeira é importante para realizar a análise dos indicadores financeiros de uma corporação. A partir disso, o gestor consegue entender o caminho que a empresa está percorrendo e onde pretende chegar. Assim, é possível identificar se a operação está gerando prejuízo ou lucro.

Como está o mercado de trabalho de Gestão Financeira no Brasil?

No mercado de trabalho, o profissional pode ocupar cargos de vários níveis, desde gestores até analistas ou consultores autônomos. As especialidades de maior destaque são as de análise de indicadores financeiros, orçamento, departamento financeiro e operações de crédito.

Você também pode direcionar a sua carreira para a área de planejamento tributário, responsável por projetar maneiras de economizar com taxas e impostos, respeitando as obrigações fiscais. Como todas as corporações têm uma área financeira, oportunidades não faltam para o profissional especializado.

Sem contar órgãos públicos, corretoras de valores, bancos e até mesmo o trabalho por conta própria. Nesse caso, você encontrará oportunidades como consultor de finanças para empresas, ajudando no planejamento tributário de modo terceirizado. Os profissionais também são procurados para orientar na abertura de novos empreendimentos.

No Brasil, diversas empresas ingressam na bolsa de valores, criando uma demanda por profissionais com conhecimentos sobre o mercado de capitais. Nessa área, é importante captar recursos no mercado de ações, elaborar balanços e saber quando recuar.

Também existe a possibilidade de atuar como analista de finanças pessoais. Você será responsável por auxiliar os clientes a lidarem melhor com seus patrimônios e dinheiro. Além de equilibrar as contas, também orienta investimentos.

Em relação aos salários, saiba que poderá receber remunerações atrativas, sabia? A média é de R$ 6.100,51* e o teto salarial chega a R$ 17.348,81* para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais — maravilha, concorda?

Apesar de os valores serem atrativos, eles podem mudar de acordo com a empresa em que o profissional atua:

  • bancos múltiplos, com carteira comercial: R$ 16.678,80*;
  • atividades de consultoria em gestão empresarial: R$ 10.401,77*;
  • serviços combinados de escritório e apoio administrativo: R$ 8.834,70*;
  • construção de edifícios: R$ 4.740,40*;
  • transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional: R$ 4.105,13*.

Quais as principais atribuições do profissional de Gestão Financeira?

Seja qual for o cargo ocupado na empresa, contar com gestores financeiros especializados é fundamental para os negócios. Afinal, eles são responsáveis não apenas pelo controle financeiro — despesas e receitas —, mas também por manter o equilíbrio das finanças, zelando pela gestão da área e pelo planejamento estratégico.

Com uma visão analítica, o profissional pode participar da tomada de decisões da companhia, alinhadas aos objetivos do negócio. Pode avaliar a redução de custos sempre que necessário, definir o plano orçamentário para alocação de recursos e propor estratégia para captação de investimentos.

De olho na consolidação do negócio e nas metas de crescimento para aumentar o valor do patrimônio da empresa, as principais atribuições do profissional de Gestão Financeira são:

  • análise do mercado, levando em conta a área em que a corporação atua e o posicionamento em relação à concorrência;
  • realização de auditoria interna para propor melhorias;
  • elaboração de relatórios de orçamento, procedimentos, normas e desempenho;
  • controles de contas a receber e a pagar (pagamento de impostos e emissão de notas fiscais);
  • acompanhamento apurado e contínuo do fluxo de caixa e do faturamento;
  • análise de demonstrativos contábeis.

Quais as áreas de atuação desse profissional?

Agora, chegou a hora de conhecer as principais áreas em que o gestor financeiro pode atuar. Confira!

Análise de créditos

De modo geral, o profissional que atua na área de Análise de créditos trabalha em empresas de financiamento ou em bancos. Sua função principal é analisar o perfil e a característica de cada cliente para saber se ele tem condições, ou não, de arcar com financiamentos e empréstimos.

O objetivo é livrar a corporação de uma possível inadimplência e prejuízos, mas, ao mesmo tempo, atender a uma grande quantidade de credores, já que é deles que vem o lucro. Em alguns casos, também precisa encontrar soluções e negociar dívidas. Logo, precisa ser alguém motivado, flexível e com habilidades para lidar com pessoas.

Planejamento financeiro

Papéis estratégicos ficam em alta de maneira constante. É o caso, por exemplo, dos profissionais que cuidam do planejamento das finanças de pessoas jurídicas e físicas. Aqui, os gestores financeiros precisam ter uma visão holística da companhia para compreender como e onde o dinheiro pode ser aplicado.

Análise de investimentos

Aplicação de títulos e aquisição de bens são estratégias visadas por pessoas e empresas para alcançar um aumento de rentabilidade. Os profissionais dão suporte nesse sentido, ajudando a tomar decisões e sugerindo mudanças de rota, quando necessário.

Nessa área, você precisará analisar a situação econômica internacional e nacional para projetar manutenções, vendas e compras.

Assistência financeira

Os assistentes financeiros prestam auxílio em várias atividades financeiras de uma instituição ou empresa. Nesse caso, é possível reavaliar custos da corporação, realizar faturamento, atuar no setor de pagamentos e cobranças e fazer o controle de fluxo de caixa. É importante ter muita responsabilidade e espírito de líder, já que orientará times de trabalho e lidará com o dinheiro do negócio.

Tour pela prova do Enem

Diretoria financeira

Uma das áreas mais atrativas é a de Diretoria financeira. Nesse cargo, você deverá cuidar de todos os detalhes do dinheiro do negócio. Isso envolve acompanhar os setores, desde a contabilidade até a parte de finanças.

Também é comum ter que desenvolver políticas e normas internas e garantir o seu cumprimento. Nesse caso, você pode trabalhar tanto em startups quanto em empresas tradicionais.

Controller

Quem atua nessa área da Gestão Financeira é responsável pela controladoria. Logo, sua função principal é lutar contra a corrupção dentro da companhia, sendo uma espécie de fiscal da lei e do dinheiro.

Você deve ter habilidades em inspecionar todas as táticas de desvios, além de ser um grande conhecedor da norma jurídica. As conferências e auditorias de dinheiro precisam ser frequentes, evitando o surgimento de falhas.

Gerência orçamentária

O orçamento é um ponto essencial de qualquer negócio. Ele define o quanto pode ser gasto e como os recursos são direcionados. Nessa área, você fica responsável pela elaboração dos documentos, segundo os objetivos e recursos organizacionais. Portanto, é importante caprichar no trabalho em equipe, uma soft skill importante.

Como ingressar nesse mercado?

Viu só como o mercado de trabalho de Gestão Financeira é aquecido e conta com ótimos salários? Assim, deve estar curioso para saber como ingressar nessa área e ser um destaque na profissão, certo?

Para isso, é importante fazer um curso no ramo e desenvolver habilidades importantes ao longo do curso. Confira algumas dicas!

Faça uma graduação em Gestão Financeira

O primeiro passo para ser um profissional de sucesso é fazer uma faculdade em Gestão Financeira. O curso é do tipo Tecnólogo e dura apenas dois anos — um tempo muito benéfico para quem deseja ingressar no mercado rapidamente.

Além disso, na Unopar, é totalmente a distância, sendo uma opção e tanto para quem não tem tempo de frequentar a instituição todos os dias. Durante os 4 semestres, você fica a par das principais estratégias de aplicação, análise, controle e planejamento envolvendo os recursos da empresa.

Algo que, sem dúvida, é fundamental para que ela possa funcionar sem ficar no vermelho, encerrar as atividades ou contrair dívidas. Em relação à grade curricular, a graduação começa com a formação básica, que fornece conhecimentos generalistas aos alunos.

Após isso, entra a formação específica, com matérias que oferecem todo o conhecimento técnico necessário para a atuação como gestor financeiro. Algumas das disciplinas são:

  • Análise de Demonstrações Financeiras;
  • Mercado de Capitais;
  • Capital de Giro;
  • Análise de Custos.

Além de uma matriz curricular atualizada de maneira constante, na Unopar, você encontrará outros diferenciais exclusivos que facilitam a sua formação. Veja só:

  • acesso ao Canal Conecta, portal que conta com várias vagas de emprego e estágio em todo o Brasil;
  • bolsas de estudos e descontos que facilitam a entrada e a permanência dos alunos no curso superior;
  • infraestrutura completa e de ponta.

Faça networking

Manter contato com profissionais da área é muito importante, não apenas para ficar por dentro das oportunidades, mas também para trocar experiência com pessoas que enfrentam os mesmos desafios e dificuldades.

Por isso, lembre-se de frequentar eventos e congressos para ampliar os contatos. Aposte também nas redes sociais. O LinkedIn conta com diversos grupos voltados para a área financeira e, neles, os profissionais compartilham dificuldades, dúvidas e experiências.

Domine o inglês

Saber um outro idioma, como o inglês, é importante para o gestor financeiro que deseja crescer na carreira. Logo, estude bastante essa língua e vá em busca de uma qualificação, já que ela fará toda a diferença no seu currículo.

Após isso, você pode apostar em outro idioma, como o espanhol, que proporciona várias oportunidades de emprego na América Latina.

Conheça o perfil do gestor financeiro

Para atuar na área da Gestão Financeira, é importante ter boa capacidade analítica e saber se adaptar às mudanças. Para o desempenho de excelência na carreira, é importante ter habilidades técnicas do setor e algumas características pessoais.

Boa comunicação

Para conhecer a fundo a situação financeira da empresa, é comum ter que procurar várias áreas do negócio. A Contabilidade, por exemplo, é necessária para que você tenha dados consistentes e atualizados.

Toda a integração depende de uma boa comunicação. Oferecer e pedir ajuda, saber conversar e trabalhar em equipe são questões fundamentais.

Inteligência emocional

Cuidar das finanças de uma empresa não é fácil, principalmente quando é preciso agir sob pressão. Em uma rotina desafiadora como essa, é necessário agir de maneira racional para alcançar os melhores resultados.

O gestor financeiro deve ser capaz de controlar as emoções para que elas não prejudiquem a sua atuação. Com isso, fica fácil utilizar todo o seu conhecimento a favor.

Outras características indispensáveis de um bom gestor financeiro são:

  • ética;
  • transparência;
  • perfil de liderança;
  • pensamento estratégico;
  • responsabilidade;
  • bom planejamento e organização;
  • bom desempenho em negociações.

Agora é com você!

Agora que já sabe como funciona a área de Gestão Financeira e como está o mercado de trabalho, o próximo passo é investir na formação. Por isso, estude na Unopar e tenha acesso a um ensino de excelência!

Gostou do conteúdo e quer fazer o curso de Gestão Financeira na Unopar? Então, inscreva-se em nosso vestibular online!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Formas de ingresso na faculdade

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.